15 passeios imperdíveis em Bordeaux: o que fazer na linda cidade da França

Quando pesquisei antes da minha viagem à Bordeaux, vi muitos comentários elogiando a beleza da cidade. Quando lá cheguei, precisei de pouco tempo para constatar que a cidade é realmente deslumbrante. Não à toa, Bordeaux tem a área urbana mais extensa do mundo a ser homenageada como Patrimônio Mundial da UNESCO. Em 2015 foi eleita Melhor Destino Europeu e logo depois ficou em segundo lugar no ranking do New York Times das cidades a serem visitadas em 2016.

Desde 2017, a cidade também ficou melhor conectada com trens de alta velocidade que a deixam a apenas 80 minutos de Paris. Além disso, Bordeaux está cercada pela maior e mais antiga área do mundo que produz vinhos finos, que inclui 65 denominações e abrange 111.000 hectares. Com clima agradável, arquitetura patrimônio mundial, inúmeras ruas para pedestres e pequenas praças encantadoras repletas de cafés, bares, lojas de grife,  além de uma nova turma de talentosos jovens chefs franceses, Bordeaux é a nova sensação da França. A seguir confira 15 top atrações de Bordeaux e saiba o que fazer na cidade que virou hit da Europa. Vem comigo e bon voyage!

1. Monument Aux Girondins – Esplanade des Quinconces
Para iniciar bem seu tour comece pela maior praça de Bordeaux: a Esplanade des Quinconces. Duas colunas estão diante do rio Garrone, com suas estátuas que celebram o comércio e a navegação. Mais acima na praça, há duas estátuas colossais dos filósofos da cidade: Montaigne e Montesquieu. Já ao fundo fica o Monument aux Girondins, uma homenagem aos habitantes de Gironde, região a qual pertence Bordeaux, que morreram durante a Revolução Francesa.
Linhas B e C do Tram – estação Quinconces


Monument aux Girondins na maior praça da cidade

2. Triangle D’Oro – Grand Hommes
Ao lado da esplanada fica uma das regiões mais bonitas e poderosas da cidade, conhecida como “Triângulo de Ouro” As avenidas Allées de Tourny, Cours de l’Intendance e Cours George-Clemenceau formam o chamado “triângulo” de Bordeaux.  A riqueza paira no ar, com edifícios belíssimos e super bem conservados, por onde você encontra delicatessens franceses, lojas abarrotadas dos melhores e mais caros vinhos e champagnes, boutiques de luxo e alguns dos melhores restaurantes da região com seus terraços nas calçadas. Very french, very chic! No centro de tudo fica o Grands Hommes Shopping Center.
Linha B do Tram – estação Grand-Théâtre


Detalhe da Cours de l’Intendance no Triangle D’Oro


Uma as esquinas do trecho “rico” da cidade

3. Grand-Théâtre
Numa das praças que cercam o Triangle D’Oro fica o Grande Teatro de Bordeaux. O majestoso prédio foi construído durante o reinado de Louis XVI e sua escadaria serviu de de inspiração para a Opéra Garnier de Paris. Um dos prédios mais bonitos da cidade, assim como a praça onde ele está localizado. Hoje funciona como sede da Opéra Nacional de Bordeaux. Além dos concertos, abre para visitação durante os meses de julho e agosto. Ao longo do ano, existem tours apenas em francês às quartas e sábados.
Linha B do Tram – estação Grand-Théâtre


Visual noturno da fachada do Grand-Théâtre

4. Rue Sainte Catherine
A rua, que é um grande calçadão para pedestres, começa justamente na praça do Grand-Théâtre. Nela você encontra a filial local da Galeries Lafayette, além de diversas lojas de rede, como H&M, Bershka e Zara. Alguns dias da semana, um mercado também é montado na rua, com barracas de roupas e acessórios. Por lá você também encontra o Promenade Ste-Catherine, um centro comercial ao ar livre bem agradável com restaurantes e mais lojas.
Linhas B e A do Tram – estações Grand-Théâtre e Sainte-Catherine


Agitação e compras na rue Sainte Catherine

5 – Place de la Bourse
Um dos pontos mais bonitos e impactantes da cidade é a Place de la Bourse, que fica nas margens do rio que corta Bordeaux. O conjunto dos três prédios e a fonte central é fruto da Era do Iluminismo e simboliza a abertura de Bordeaux para o rio Garonne e o resto do mundo. Hoje os prédios abrigam o centro de informações turísticas do Patrimônio Mundial de Bordeaux, com informações sobre a história e geografia da região. Outra grande atração em frente à praça é o espelho d’água, o maior do mundo. Inagurado em 2006, conta com aqueles super efeitos para deixar o visual ainda mais lindo.
Linha C do Tram – estação Place de la Bourse


Turistando na Place de la Bourse


Arquitetura que impressiona

6 – Saint Pierre
Subindo pelas ladeiras que cortam a Place de la Bourse, fica o bairro de Saint Pierre. Com vielas charmosíssimas, a área é a mais animada e vibrante do centro, repleta de cafés, bares e bistrôs. Point perfeito para jantar e tomar bons drins. Três praças foram um triângulo bem animado: Place du Parlement, Place St. Pierre e Place Camille Jullian, conhecida como Caju. Pegue uma mesa num dos terraços dos diversos estabelecimentos das praças e curta a agitação da cidade como um local. Às sextas e sábados a região fica bem movimentada!
Linha A do Tram – estação Place du Palais


Place du Parlement no coração de St. Pierre


Tomando um bom vinho Bordeaux!

6 – Port Cailhau
Essa imensa porta, localizada em frente ao Rio Garrone, vai te fazer lembrar dos castelos da Disney. Construída entre 1493 e 1496 no local de um antigo portão defensivo, a Porta homenageava a conquista do Reino de Nápoles pelo Rei Carlos VIII. Você pode subir até o topo do edifício, que tem 23 metros de altura e oferece uma vista panorâmica do Rio Garrone. Abre das 10h às 13h e das 14h às 18h. A entrada custa 5 euros.
Linhas A e C do Tram – estação Porte de Bourgogne


Clima medieval francês na Port Cailhau

7. Rio Garrone
Já que estamos próximos do Rio Garrone, nada melhor do que aproveitar suas margens para um passeio básico. Com grandes calçadões para pedestres, ciclofaixas e muitos gramados, passear pela beira do rio é uma das melhores maneiras de curtir a cidade. A combinação do visual do rio com a imponente arquitetura da fachada dos prédios do centro é definitivamente especial, principalmente no final de tarde. A Ponte de Pierre, que liga os dois lados da cidade, é parada obrigatória. Mais ao norte da cidade, ainda na beira do rio, fica o Qual des Marques, centro que reúne lojas e restaurantes na beira do rio Garrone.
Linha C do tram – estações Porte de Bourgogne e Place de la Bourse


Amplas calçadas e gramados com o visual de Bordeaux bem na beira do rio Garrone


A Ponte de Pierre liga o centro ao outro lado da cidade

8. Pey Berland  Tower
Mais ao norte do centro fica a Pey Berland Tower, que oferece uma vista panorâmica do centro da cidade e ângulos exclusivos da Catedral que está logo ao lado. Prepare o fôlego para subir 231 degraus até os 50 metros de altura. Mas vale a pena. A construção de 1440 foi feita para ser a torre do sino da Catedral de Bordeaux. De Outubro a Maio abre das 10h às 12h30 e das 14h às 17h30. De Junho a Setembro abre das 10h às 18h. A entrada custa 6 euros.
Linhas A e B do Tram – estação Hotel de Ville 


A vista do alto da torre Pey Berland

9. Cathédrale Saint-André
A construção da suntuosa catedral em estilo gótico teve início em 1096. Em 1305, o arcebispo de Bordeaux, Bertrand de Goth, foi eleito papa sob o nome de Clemente V e seguiu a construção da obra. A catedral foi palco de alguns casamentos reais da França e reúne uma coleção de pinturas e estátuas que vão do século 13 ao século 18. Devo confessar que o exterior é mais imponente que o interior. Mas, a entrada é gratuita, então, vale a visita.
Linhas A e B do Tram – estação Hotel de Ville


A fachada da Cathédrale Saint-André

10. Place Pey Berland – Palais Rohan
A Catedral fica localizada na praça Pey Berland, que conta com ótimos bistrôs e bares. Perfeito para tomar uma boa taça de vinho tinto da região e curtir o vai e vem de gente interessante. Aos sábados à tarde especialmente o lugar é bem movimentado. No fim da praça fica o Palais Rohan, que hoje é a sede da prefeitura de Bordeaux. Dentro do edifício está uma das escadarias mais bonitas da França, considerada uma obra-prima da pedreira francesa.
Linhas A e B do Tram – estação Hotel de Ville


Os charmosos cafés da Place Pey Berland


Fachada do Palais Rohan ao fundo da praça

11. Les Chartrons
O bairro serviu de refúgio no passado para os trabalhadores da indústria do vinho. E esse passado é remanescente até os dias de hoje. Por lá você encontra uma loja de vinhos a cada esquina. Muitas delas vendem vinhos de pequenos produtores locais, que não tem a famosa denominação de Bordeaux, mas ainda assim são ótimos e baratíssimos. Pela rua Notre Dame, epicentro do bairro, estão lojas de antiguidade, galerias de arte e cafés descolados.
Linha B do Tram – estação CAPC


Les Chartrons: o bairro do vinho a cada esquina

12. Darwin Ecosystem
Nem só de antiguidades vive Bordeaux. Um dos espaços que mais gostei da cidade é o Darwin Ecosystem, localizado do outro lado do rio Garrone, na região de Le Bastide. Fazer mais com menos. Esta é a essência do espaco, que visa criar um modelo para uma cidade ideal baseada em uma economia verde. O antigo quartel militar agora reúne uma fazenda urbana, pistas de skate, uma galeria ao ar livre para artistas-grafiteiros de todo o mundo, o Le Magasin Général com uma mercearia orgânica e o maior restaurante orgânico da França, além de espaços de co-working. Com mais de 500.000 visitantes por ano, é um das melhores atrações de Bordeaux com certeza.
Linha A do Tram – estação Stalingrad 


Darwin: proposta eco-friendly e artsy em Bordeaux


Local conta com o maior restaurante orgânico da França

13. Basílica de Saint Michel 
Primeiro igreja no estilo gótico flamboyant, a Basílica foi construída entre os séculos 14 e 16. Ao lado da catedral, é o principal edifico religioso da cidade. Logo em frente à basílica fica a Flèche de Saint Michel, uma torre com 114 metros de altura. Na cripta subterrânea, você pode assistir a uma projeção de vídeo sobre as múmias de Saint-Michel e, para quem tiver pique, uma subida de 47 metros até o terraço panorâmico oferece sua super vista do rio. A entrada na Basílica é gratuita, já para a torre o valor do ingresso  é de 5 euros. A torre fecha no período do inverno.
Linha C do Tram – estação Saint Michel 


Lateral da Basílica de Saint Michel


Flèche de Saint Michel: vista panorâmica de 114 metros de altura

14. Place de la Victorie 
A praça de la Victorie fica bem em frente à Universidade de Bordeaux. Justamente por isso é o local preferido dos estudantes, que tomam conta dos bares da região. A praça conta com um Arco do Triunfo e diversas barracas que vendem vestuários e objetos para cada. Dá para sentir mais o clima de vida real ao contrário dos bairros que parecem cenários do outro lado da cidade.
Linha B do Tram -estação Victorie. 


Agitação estudantil na Place de la Victorie 

15 – Museus
Se você gosta de museus, a cidade oferece boas opções. Para quem aprecia arte comtemporânea, o CAPC – Musée d’art Contemporain, fica localizado num antigo galpão industrial e tem uma das mais ricas coleções permanentes da França (7 Rue Ferrere). Já para quem curte os clássicos o Musée des BeauxArtsde Bordeaux conta com 330 pinturas e esculturas de artistas locais como Rosa Bonheur e Picasso (20 Cours d’Albret. Para quem prefere ver a história local, no Musée des Arts décoratifs et du Design é possível encontrar movéis e objetos de decoração da aristocracia da cidade na época da Revolução Francesa (39 Rue Bouffard). 


Obra no museu de Arte Contemporânea 

DICAS ESPERTAS:
– City Pass: A cidade oferece um city pass que dá direito a entrada em todos os monumentos e museus citados acima, além de diversas outras atrações como o museu Le Cite du Vin. Tour com guia pelo centro ou em ônibus turístico também estão incluso, bem como acesso ilimitado a todo o sistema de transporte da cidade. O valor para 24h é de 29 euros, 48h – 36 euros e 72h – 42 euros. Vale a pena se você quiser visitar várias atrações e precisar usar o transporte público.

– Transporte: Se você estiver hospedado na região do centro pode fazer praticamente tudo a pé. Mas caso precise de transporte, a cidade é bem conectada com 3 linhas do Tram (trem de superfície) e ônibus, permitindo acesso a todos os pontos turísticos. O valor unitário para cada viagem é de 1,50 euro. Mas você pode comprar 10 tickets com desconto ou então o City Pass que tem viagens ilimitadas. As estações e linhas do Tram de cada atração acima estão indicadas no texto.

– Como chegar: se você vier de trem a estação de Saint Jean fica no centro e tem conexão com a linha C do Tram que leva a outras partes da cidade. Se você chegar no aeroporto de Bordeaux-Mérignac, além de táxis, você pode pegar o ônibus circular da linha 1, que faz o trajeto até a estação de Saint Jean. O trajeto leva cerca de 45 min e o ticket custa 1,50 euro. Outra opção é o shuttle direto que liga a aeroporto à estação sem paradas em 30 min. O valor do ticket é de 8 euros. Ambos partem da área externa do Hall B do aeroporto.

No próximo post eu vou falar de outra atração mais que imperdível de Bordeaux: o museu dos vinhos Le Cite du Vin. E ainda dicas de onde comer e beber na cidade. Fica de olho!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s