Um giro pelo novo prédio do Tate Modern em Londres

Nesse último fim de semana fui conhecer o novo prédio do museu Tate Modern, localizado na região de Southbank, em Londres. Batizado de Switch House, o anexo foi inagurado em junho deste ano. Em formato de pirâmide, a sofisticada torre tem projeto arquitetônico de Herzog & de Meuron, os mesmos que foram responsáveis em transformar a antiga estação de energia em galeria de arte nos 2000, quando nasceu o Tate Modern.

IMG_7916

Quinze anos e muitas mostras e exibições depois, o Tate se tornou o museu mais popular da cidade quanto o assunto é arte moderna e contemporânea. O novo prédio vem para agregar, com dez andares e um olhar para o novo, característica do Tate, seja na sua arquitetura, seja nas exposições que abriga.

IMG_7884

No piso térreo fica a entrada principal, que tem conexão com o The Boiler Room, antigo prédio do museu. É também por aqui que você encontra um bar-café com um terraço dos mais agradáveis e a loja do novo Tate, com uma seleção de livros bacanérrimos de arquitetura, design, comunicação, moda e arte, é claro.

IMG_7913
Bar da Switch House

IMG_7885
A área externa conta com um belo terraço

IMG_7910
Livros, pôsteres e guias na loja do Tate

No térreo, o espaço dedicado para exposição é o “The Tanks”, que agora recebe a “Tate live: Active Sculpture”. A mostra traz  trabalhos de artistas onde os visitantes podem interagir e brincar com as esculturas, como os cubos de espelho de Robert Morris.

IMG_7886

IMG_7888

O projeto arquitetônico no interior do prédio também é muito preciso, elegante e eficiente, com muita madeira, cimento e grandes janelas de vidro, que permitem expiar os cantos do sul de Londres.

IMG_7896

IMG_7890

No segundo andar, um imenso pavilhão dedicado à arquitetura, objetos e novas formas. No terceiro, uma reflexão sobre as cidades do mundo, com fotos, instalações e outras obras.

IMG_7892
Obra no segundo andar dedicado à Arquitetura e Objetos

No quarto andar, um pouquinho de Brasil. A instalação “Tropicália” do nosso Helio Oiticica é uma das atrações do espaço ao lado de poemas de Roberta Camila Salgado. Exposta pela primeira vez em 1967 no Rio, a obra é um dos símbolos do movimento cultural que leva seu nome.

IMG_7898
Tropicália: de Hélio Oiticica 

IMG_7897

Também no quarto andar fica o “Artist Room”, espaço que recebe exposições individuais de artistas que foram agregadas à coleção do Tate em 2008 após doação de Anthony D’Offay. A coleção conta com mais de 40 artistas internacionais. A lista inclui Jeff Koons, Roy Lichtestein, Damien Hirst e outros poderosos. Nesse momento estão expostas as obras de Louise Bourgeois.

IMG_7893O Tate ganhou 60% de espaço a mais para expor suas obras com a inauguração da Switch House

A Switch House conta ainda com um restaurante no sétimo andar, um andar dedicado para quem é membro e sócio do museu e um incrível terraço no décimo, onde é possível apreciar uma vista de Southbank em 360 graus.

IMG_7903
A vista do terraço

IMG_7905
A famosa torre do Tate e a St. Pauls Cathedral  ao fundo do outro lado do rio Tâmisa

Tate Modern
Bankside, Londres SE1 9TG (metrô Southbank)
Abre das 10h às 18h de domingo à quinta. Às sextas e sábados das 10h às 22h. Para subir no terraço a última admissão é às 17h30.
A entrada para a maior parte dos espaços do museu é gratuita. Para algumas exposições especiais é cobrado o valor do ingresso.

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s