San Gimignano: sorvetes e visuais incríveis na bela vila Toscana

Quem estiver com tempo durante a sua passagem pela Toscana, não pode deixar de visitar San Gimignano. A cidade, com pouco menos de 8 mil habitantes e localizada em meio ao Vale de Elsa, faz parte da província de Siena e  é com certeza um dos lugares mais mágicos da região.

O seu conservado centro histórico, com a característica arquitetura medieval, foi declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Em meio aos lindos e graciosos prédios, se destacam as famosas torres. A cidade é considerada pelos historiadores como a Manhattan da Idade Média, justamente pelas quantidade de “casas-torre”, construções verticais que serviam de moradia e otimizavam o espaço do pequeno vilarejo, uma prévia dos arranha-céus de Nova York. Hoje a cidade conta ainda com 14 torres do gênero.

Como fica localizada no alto de uma montanha, San Gimignano oferece uma vista espetacular ao ser redor, onde é possível admirar aquela paisagem típica da Toscana.

torres
Cidade das torres: moradia vertical já na Idade Média

Girando
Entrando pelo portal principal, suba pela rua dos restaurantes, lojas de souvenirs e bodegas até chegar na Piazza della Cisterna. Com um poço no centro, a praça é o coração da cidade. Você pode aproveitar para comer num dos restaurantes da Piazza e apreciar o vai e vem das pessoas. Sem deixar de tomar um bom gelato depois, mas sobre isso eu falo daqui a pouco.

IMG_6411
Piazza della Cisterna: Patrimônio da Unesco

Descendo pelas laterais da Piazza, confira a vista panorâmica dos mirantes instalados no entorno da mura. Alguns bares e restaurantes estrategicamente posicionados valem uma parada para um drink enquanto você curte o visual.

IMG_6510
A clássica imagem da Toscana dos filmes e novelas ao vivo e em cores

Outro ponto de destaque é a Piazza do Duomo. Além da igreja, é lá que fica o complexo do Museu Cívico. Entre as atrações está a visita a Torre Grossa. Construída em 1300, é a mais alta da cidade, com 54 metros de altura. Do alto permite observar uma super vista em 360 graus da vila.

IMG_6500
A bela Piazza do Duomo

O complexo conta ainda com a Pinacoteca e a visita a algumas salas do palácio da sede do governo, como a Sala de Dante, em homenagem à Dante Alighieri, que morou por um breve período na cidade. O bilhete, icluindo a Torre, custa 6 euros e também dá acesso a outros museus cívicos da cidade, como o Museo Arqueológico. O horário de abertura de abril a outubro é das 9h30 às 19h00 e o ticket pode ser usado em 2 dias.

Ainda na Piazza, não deixe de visitar o Duomo, cuja a construção data de 1148 (Duomo, no caso, é o nome que se da na Itália para a igreja mais importante da cidade). Apesar da fachada simples, as paredes do seu interior contém afrescos do chão ao teto. Uma maravilha. Entre os afrescos mais importantes estão o São Sebastião, de Benozzo Gossoli, e a História de Santa Fina, de Domenico Ghirlandaio, ambos no interior da Capela de Santa Fina, considerada uma jóia do Renascimento. A entrada custa 4 euros e o horário de abertura de abril a outubro é das 10h00 às 19h30.

piazza_del_duomo_-_san_gimignano
Torre Grossa e Duomo

Subindo um pouco pelas vielas do centro visite a Rocca di Montestaffoli. O lugar oferece uma linda vista panorâmica da cidade, onde de um lado é possível apreciar as famosas torres do centro e de outro o verde da Toscana. Um dos pontos mais encantadores de San Gimignano. No verão, concertos são realizados no local, assim como mostras de arte contemporânea.

IMG_6525
A vista do alto da Rocca

Pertinho dali, fica o Museu do Vinho Vernaccia de San Gimignano, o mais famoso vinho da cidade. Você pode degustar os melhores vinhos da região com a orientação de um bravíssimo sommelier. Entre uma taça e outra, ainda dá para você apreciar o visual da Rocca. Abre todos os dias de abril a outubro das 11h30 às 18h30.

IMG_6445
Tomando um bom vinho e curtindo esse visual

Gelato!
O gelato de San Gimignano é conhecido como um dos melhores da Itália. Duas sorveterias artesanais são destaque na Piazza della Cisterna: a Gelateria della Piazza e a Gelateria dell’Olmo. Ambas já tiverem seus sorvetes eleitos os melhores do mundo pelo Gelato’s World Tour. E são muito bons mesmo, entre os que experimentei na Itália, estão entre os mais saborosos. As vezes que fui, tomei ao menos dois grandes! Entre os meus preferidos está o Cremina Fior di Latte, da Gelateria dell’Olmo, mix de sorvete de creme e Nutella. De matar.

IMG_6414
Cremina Fior di Latte! Olha a Nutella aí

IMG_6420
Meu estado de satisfação depois do sorvete

A cidade é relativamente pequena, então se você estiver em Siena ou Florença, um bate-volta de um dia é suficiente. Mas se você tiver mais tempo, vale ao menos passar uma noite na vila. Confira como chegar.

De Siena: existem ônibus diretos a partir da Piazza Gramsci, o trajeto leva cerca de 1h30.
De Firenze: pegue um ônibus a partir da Stazione Sita (ao lado de Santa Maria Novella) até a cidade de Poggibonsi (cerca de uma hora). Descendo na estação central, no mesmo ponto você pega outro ônibus para San Gimignano (cerca de 20 minutos). Os bilhetes saem 6,80 euros ida e 6,80 volta. Também é possível fazer o trajeto Firenze-Poggibonsi de trem, saindo da estação fiorentina de Santa Maria Novella.

Confira mais fotos no álbum e buona passeggiata!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s