Saint Tropez: charme e badalação no litoral da França

Confesso que sempre tive uma imagem de Saint Tropez como um destino “fútil”. Mas, depois de visitá-la, constatei que o lugar tem um charme especial e atrai todo tipo de gente, não só a turma interessada em ostentação.

Não espere a beleza dos locais entre Nice e Mônaco, como Cap Ferrat, Villefranche su Mer e Èze. Nem o glamour de Cannes (sobre a qual escreverei mais a frente). Mas, Saint Tropez tem um clima combinado de balneário relax e sofisticado ao mesmo tempo que é muito bacana.

Centro
Com belos predinhos em tons de areia e terracota, a Vieille Ville, que vem a ser o centro histórico de Saint Tropez, é muito charmosa. Várias lojas interessantes de roupas e acessórios locais, além de todas as grandes grifes, como Chanel e cia.

Bares e restaurantes variados completam o cenário, que fica circundado pela região do porto antigo. Assim, entre uma volta e outra, você tem a bela imagem do mar ao redor.

O centro de Saint Tropez tem aquela energia boa característica dos destinos de verão europeu, como Mykonos, Capri, Hvar, etc. Muita gente bonita indo e vindo pelas ruelas, bebendo nos bares e desfilando seu bronzeado com os amigos.

thumb_IMG_3265_1024
Lojas do centrinho

Place des Lices
Um pouco ao norte das ruas do centrinho está a Place des Lices. A praça, que é bem grande para uma vila como Saint Tropez, é um dos principais pontos de encontro da cidade. Espere ver de tudo. Animados senhores de idade já avançada jogam bocha. Ferraris e Mercedes provocam engarrafamentos. Feirinha de roupas e artesanato, cafés e bistrôs, como o super recomendado Café dês Arts, localizado numa das esquinas.

place des lices
Turma jogando bocha na praça

Porto
A região do porto artigo impressiona pela quantidade de iates, de todos os tipos e tamanhos. A área conta com vários restaurantes com vista para o mar, que incluem no cardápio peixes deliciosos. Ao lado da Place des Lines, é a área mais movimentada da cidade.

Indo para o lado oeste, está o Porto Novo. É lá que chegam todas as embarcações de transporte, que portam turistas e moradores para a cidade. Se você chegar de barco, certamente desembarcará nesta área.

thumb_IMG_3262_1024
Eu fazendo um giro na região do porto antigo

Citadelle
Numa região ao lado do centro histórico fica localizada a Citadelle, um forte do século XVI. A fortificação impressiona pela sua estrutura, criada para defender o mar de Saint Tropez na época. A área do lado de fora tem uma super vista da cidade. Vale a pena subir e admirar o balneário em 360 graus.

Já o interior do prédio hoje funciona como um museu marítimo, inaugurado no verão de 2013. O museu narra a saga marítima da região e sua importância histórica no litoral francês. Aberto das 10h às 18h30 durante o período de 1 Abril a 30 Setembro e das 10h às 17h30 entre 1 Outubro e 31 de Março. A entrada custa 3 euros.

st-tropez cita
A vista do alto de Citadelle

Praias
A região do centro não possui praias. Continuando pelas ruas depois do Porto Antigo, você encontrará alguns espaços que beiram o mar e que são usados por banhistas para nadar e tomar sol. Mas não são praias. A vista é bela, mas não é muito cômodo passar o dia ali, entre pedras e decks de cimento. A única vantagem é que você está perto do centro e pode curtir o mar por ali mesmo.

Pampelonne é a praia mais famosa da cidade e fica a uns 3 km do centro. Dá para ir de carro ou de ônibus (linha 7705 – 3 euros). Alguns hotéis também oferecem serviço de vans para levar e buscar os hóspedes. É lá que estão todos os badalados clubes de praia de Saint Tropez. Os clubes contam com espreguiçadeiras na praia e restaurantes no fundo, assim, a hora que a fome apertar, você não precisa se deslocar. Entre os mais famosos estão o Club 55, frequentado por Brigitte Bardot, que foi moradora da cidade e o Nikki Beach, atual querido dos ricos e famosos. No fim de tarde, DJs comandam a festa. Agora, se você prefere menos badalo e mais sossego, pode optar pelo Maison Ocoa ou o Tiki. Mas, todo esse luxo custa caro. Uma espreguiçadeira não sai por menos de 20 euros e os drinks no Club 55 e no Nikki tem valores bem altos!

Um meio termo seria a Plage des Graniers, a praia mais próxima do centro da cidade. Pequena, linda, mais tranquila e com um restaurante digno. Uma opção para variar de Pampelonne.

NikkiBeachSaint
O animado Nikki Beach em Pampelonne

Noite
As ruas do centro ganham ainda mais vida e fervilham depois que o sol vai embora. Bares lotados, festas nas praças, artistas de rua e música. A cidade conta com alguns restaurantes-balada, como o Bar du Port, L’Opera, Brasserie dês Arts e o Bagatelle. Esses dois últimos possuem unidades em São Paulo também.

Para dançar até de manhã o clube mais famoso da cidade é o Les Caves Du Roy, localizado dentro do luxuoso hotel Byblos. Com uma decoração bem kitsch, que beira o cafona, o clube ferve nos meses de verão. Você não paga a entrada, mas os drinks começam em 28 euros. Outras opções são o VIP Room, que começa como restaurante e segue como balada até 6h da manhã e o Papagayo, que conta com um dos melhores terraços do centro de St. Tropez.

night
Centro fervilha à noite

Como chegar
Se você vai no alto verão, entre junho e setembro, não é muito recomendado alugar carro, porque você pode passar horas no trânsito para chegar até Saint Tropez e depois outras boas horas no dia que for embora.

Se você estiver vindo de Nice, as opções com transporte são: pegue um trem de Nice até Saint-Raphael-Valescur. O trajeto dura cerca de uma hora. Chegando em Saint-Rapahel você pode pegar um ônibus de linha normal, que sai do lado da estação de trem (linha 7601 – 3 euros). A viagem teoricamente dura 1h30, mas, voltando ao problema do trânsito, pode levar quase o dobro de tempo no verão.

Por isso, minha tática foi: ir até Saint Raphael de trem e depois pegar um barco até Saint Tropez. A empresa Les Bateaux de St. Raphael oferece barcos (navette) para fazer o trajeto em 1 hora. Localizada no porto da cidade, fica a menos de 10 minutos a pé da estação de trem. Só fique atento aos horários: os barcos partem 9h30, 11h30, 14h30, 17h e às 19h (esse último só entre 8 de julho e 27 de agosto).

O bilhete custa 15 euros só um trecho ou 25 ida e volta. É mais caro que o ônibus, porém é garantido que você chega em 1 hora, além de aproveitar o visual e fazer um passeio de barco. O Les Bateaux chega no Porto Novo de St. Tropez, pertinho do centro.

Algumas empresas fazem o trajeto de barco de Nice até St. Tropez. A viagem dura 2h30 e os bilhetes custam 64 euros ida e volta. Esse caso vale a pena se você for só passar o dia por lá. Mas, eu recomendo ao menos duas noites em Saint Tropez para curtir bem o clima do balneário sem pressa.

No álbum você confere mais fotos e aqui tudo sobre a cidade de Nice e o vilarejo de Èze.

Anúncios

Um comentário em “Saint Tropez: charme e badalação no litoral da França

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s