Novecento: arte moderna é destaque em novo museu de Firenze

Uma das recém-novidades de Firenze é o Novecento, inaugurado em 2014 e localizado em frente à igreja de Santa Maria Novella.  Ao contrário dos outros museus da cidade, que celebram o período do Renascimento, o Novecento reúne uma coleção de obras italianas do século XX.

O museu foi criado após anos de muita espera. Por conta do forte apego com as tradições do passado renascentista, a arte do séc. XX nunca teve muito valor para parte dos fiorentinos. Ainda assim, uma ala da cidade batalhou para a construção do museu.

O complexo, que ocupava o espaço do antigo Hospital delle Leopoldine, foi totalmente restaurado pela Comune de Firenze ao custo de quase 2 milhões de euros para receber o Novecento. Espalhadas por 15 ambientes em ordem cronológica e temática, o museu apresenta 300 obras de artistas como Chirico, Morandi, Emilio Vedova e Renato Guttoso.

As obras represetam a interseção entre arte, moda, arquitetura, comunicação de massa, música e cinema, que foi característica  do último século.

IMG_3070

Fascismo e enchente
Parte da coleção foi enviada por artistas italianos à cidade no ano 1966, quando Firenze foi devastada por uma enchente do rio Arno. Como muita coisa, inclusive obras de arte, foram perdidas naquele momento, um grupo fez um apelo para que os artistas italianos enviassem seus trabalhos recentes à Firenze, como uma forma de recompor a riqueza cultural fiorentina. Infelizmente, muitas dessas obras ficaram trancafiadas até a abertura do Novecento no ano passado.

Outra parte do museu é composta pela coleção de Alberto Magnelli, que inclue obras surrealísticas e futurísticas. Durante o Fascismo, com a destruição de muitas obras de arte por Mussolini, vários artistas deixaram de produzir os seus trabalhos. Magnelli financiou parte dessa turma, mesmo não gostando daquilo que alguns produziam, com o intiuito de registrar a arte do seu tempo e também como uma resposta politica.

Arte Pop
Muito interessante ver o trabalho do grupo de arquitetos Archizoom e Superstudio, que nos anos 60 criaram mobiliários futurísticos super coloridos, que hoje identificamos facilmente nos móveis e objetos de decoração de lojas como Ikea, Tok & Stok e cia. Na época o grupo chegou a expor suas peças no MoMa de Nova York. Outro artista que merece atenção é Vinicio Berti, com pinturas também da década de 60 e as esculturas em cerâmica de Lucio Fontana.

Novecento Piazza Santa Maria Novella 10 Horário especial até 30 de setembro: seg, ter, qua, sáb e dom das 9h00 às 19h00. Quinta das 9h00 às 14h00 e sexta das 09h00 às 23h00.

IMG_3068  Espaço criado pelos grupos Archizoom e Superstudio

IMG_3071 Quadro de Vinicio Berti

Anúncios

Um comentário em “Novecento: arte moderna é destaque em novo museu de Firenze

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s